Event | CCMAR
  • CCMAR recebe mais uma edição da Summer School Shou 2018
    Uma dezena de alunos da Universidade chinesa de SHOU está no CCMAR para realizar mais uma edição da Summer School. 
  • ATT: Ecopath with Ecosim Courses
    Register now!
  • CCMAR é o único parceiro português em dois projetos europeus de Aquacultura
    O Centro de Ciências do Mar (CCMAR) é parceiro em dois grandes projetos, financiados pela União Europeia, através de fundos H2020, o PerformFISH e o MedAID. Ambos os projetos serão desenvolvidos por equipas do CCMAR, durante os próximos anos.

Organization: CCMAR

REGISTER NOW!

 

O CCMAR convida todos os representantes de empresas regionais a juntarem-se a nós na apresentação pública de serviços que o Centro vai disponibilizar para diversos setores.

O evento decorre no dia 16 de novembro de 2017, a partir das 9h00, no Anfiteatro Vermelho (Campus de Gambelas - UAlg). A entrada é gratuita, mas requer inscrição prévia.

<p>Interações operacionais entre cetáceos e pescarias mundiais podem tomar variadíssimas formas, sendo as interações negativas as mais preocupantes. Estas podem ter duas formas sendo ambas preocupantes tanto no aspeto da conservação das espécies, como no aspeto económico para os pescadores. Por um lado existe o risco de captura acidental ou “by-catch” quando os animais ficam presos ou são feridos nas artes de pesca levando à morte dos mesmos. Por outro o risco de ficarem presos nas artes de pesca resulta muitas vezes da alimentação oportunista, também chamada de depredação, quando o animal se alimenta da captura dos pescadores, resultando em danos económicos para o pescador por perda da captura ou artes de pesca danificadas. O objetivo principal desta proposta é melhorar o estado de conservação de cetáceos e outras espécies protegidas (ex. tartarugas marinhas) assim como mitigar problemas associados à interação destas espécies com pescarias costeiras, tomando como exemplo aquelas que operaram ao largo do Algarve. Uma abordagem prática de trabalho de campo intenso será tomada usando: 1. Recolha de dados nas pescarias alvo (Cerco e redes de emalhar e tresmalho) através da realização de inquéritos e embarques com observadores; 2. Reuniões participativas com todos os “stakeholders” (Pescadores, cientistas, entidades governamentais), para de uma forma colaborativa se trocar informação sobre possíveis formas de mitigação do problema; 3. Monitorização de ensaios de mitigação adequados a cada pescaria. Todas as ideias desenvolvidas e seus resultados serão usados para sugerir boas práticas e propor soluções técnicas e de gestão para reduzir interações de pescarias costeiras algarvias e as espécies marinhas protegidas alvo.</p>

<p>Interações operacionais entre cetáceos e pescarias mundiais podem tomar variadíssimas formas, sendo as interações negativas as mais preocupantes. Estas podem ter duas formas sendo ambas preocupantes tanto no aspeto da conservação das espécies, como no aspeto económico para os pescadores. Por um lado existe o risco de captura acidental ou “by-catch” quando os animais ficam presos ou são feridos nas artes de pesca levando à morte dos mesmos. Por outro o risco de ficarem presos nas artes de pesca resulta muitas vezes da alimentação oportunista, também chamada de depredação, quando o animal se alimenta da captura dos pescadores, resultando em danos económicos para o pescador por perda da captura ou artes de pesca danificadas. O objetivo principal desta proposta é melhorar o estado de conservação de cetáceos e outras espécies protegidas (ex. tartarugas marinhas) assim como mitigar problemas associados à interação destas espécies com pescarias costeiras, tomando como exemplo aquelas que operaram ao largo do Algarve. Uma abordagem prática de trabalho de campo intenso será tomada usando: 1. Recolha de dados nas pescarias alvo (Cerco e redes de emalhar e tresmalho) através da realização de inquéritos e embarques com observadores; 2. Reuniões participativas com todos os “stakeholders” (Pescadores, cientistas, entidades governamentais), para de uma forma colaborativa se trocar informação sobre possíveis formas de mitigação do problema; 3. Monitorização de ensaios de mitigação adequados a cada pescaria. Todas as ideias desenvolvidas e seus resultados serão usados para sugerir boas práticas e propor soluções técnicas e de gestão para reduzir interações de pescarias costeiras algarvias e as espécies marinhas protegidas alvo.</p>

The Annual Meeting of the Evolutionary Biology Portuguese Association was organized for the first time in Faro.

Check the webpage: http://rcastilho.pt/ENBE2017

The fifth conference “Interdisciplinary Approaches in Fish Skeletal Biology”  takes place in Tavira, Portugal, April 16-19, 2018.

 

A finalidade geral do Curso de Formação proposto é assegurar a capacitação dos formandos em matéria dos serviços que os ecossistemas fornecem à humanidade e simultaneamente a sua integração em contexto sala de aula.

The Centre for Marine Sciences (CCMAR) and the University of Algarve have the pleasure to invite you to SIBIC2018, the VII Congress of the Iberian Society for Ichthyology, which will take place in Faro, Portugal, from the 12th to the 16th of June, 2018.

24th IUPAC International Conference on Physical Organic Chemistry (ICPOC 24) will take place in Portugal, Faro, from 1 to 6 July 2018.

 

Esta sexta-feira, o CCMAR participa em mais uma edição europeia da Noite dos Investigadores, com a promoção de atividades nos Centros de Ciência Viva de Tavira e Faro. Paralelamente, uma investigadora nossa vai estar também em Londres, no Museu de História Natural, a mostrar um pouco do projeto Marine Forests.